facebook-feature-phone

Qualidade do sinal móvel é nova opção de segmentação no Facebook

Se a conexão de dados do público alvo não for das melhores, haverá a oportunidade de mostrar um anúncio alternativo, mais leve

1
notas
0
likes
0
Tweets
0
Pin it
1
notas
0
likes
0
Tweets
0
pin it

Para quem tem conexões melhores, vídeos e imagens em alta resolução; para quem acessa à web mais lentamente, dar preferência por anúncios que incluam apenas texto.

Essa é a possibilidade que o Facebook acaba de criar com uma nova opção de segmentação dos seus anúncios, que vai funcionar de acordo com a qualidade da conexão de dados do público alvo.

Dessa forma, os anunciantes podem limitar o alcance de conteúdos que consomem muita banda para aquela parte do público que se conecta via 4G, por exemplo, e deixar anúncios mais leves para quem reside em mercados emergentes, onde o serviço de telefonia móvel não é tão bom assim.

Segundo o AdAge, essa opção de segmentação estará disponível em todos os modelos de anúncios do Facebook, inclusive os vídeos com autoplay, e vai funcionar em conjunto com qualquer outra regra de segmentação escolhida pela equipe de planejamento das marcas.

Anúncios conforme a sua conexão móvel - estratégia do FB para países em desenvolvimento

Anúncios conforme a sua conexão móvel – estratégia do FB para países em desenvolvimento

Mais do que uma forma de não detonar com a banda disponível dos usuários, o Facebook quer criar incentivos para que marcas de países em desenvolvimento, como Índia e Tailândia, se interessem em investir parte da sua verba publicitária na rede social. Enquanto EUA, Canadá e Europa foram responsáveis por cerca de 72% da receita gerada por anúncios no 2º trimestre, essas regiões respondem por apenas 38% dos usuários ativos mensais do Facebook.

Claramente uma oportunidade que estava sendo perdida em outros mercados, que hoje apresentam uma taxa de crescimento 4x maior do que a América do Norte e Europa juntas, tudo isso feito a partir de celulares e conexões que nem sempre são tão boas quanto nos países desenvolvidos. Com a nova segmentação, o que se espera é que marcas em países emergentes se interessem em anunciar na rede social.

LEIA TAMBÉM
COMENTE
  • http://robertoandiara.wordpress.com Roberto, vulgo Bob.

    Se depender das operadoras brasileiras, só vai rolar anúncio em texto por aqui.