Fechar [X]

Braincast 123 – A Influência do RPG

Como os conceitos do role-playing game impactaram as narrativas e a tecnologia

15
notas
0
likes
0
Tweets
0
Pin it
15
notas
0
likes
0
Tweets
0
pin it

No Braincast 123, Carlos Merigo, Saulo Mileti, Cris Dias e Alexandre Maron discutem os conceitos do RPG e a influência que exerceu em diversos aspectos das indústrias criativas, desde a popularização dos universos ficcionais até os perfis em redes sociais.

Faça o download ou dê o play abaixo:

>

> 02m23 Comentando os Comentários

> 16m19 Pauta principal
> 1h42m30 Qual É a Boa?

========

Workshop9: Design e Estética

Nosso curso de Design voltou! E ainda mais: chegou o Módulo 2, de Estética.

Apresentado para mais de 600 alunos, o curso de Design visita a história dessa ciência e abre discussão para uma real compreensão sobre cores, uso de tipografia, construções baseadas no sistema áureo, suas modulações, metodologias de trabalho e muito mais.

Já o módulo 2, curso de Estética, vai fundo no estudo filosófico e prático, analisando peças criativas (do design, publicidade e até mesmo cinema), para compreendermos essa fundamental lógica dos símbolos que nos cercam.

>> INSCREVA-SE!

========

Qual é a Boa? em vídeo!

========

Críticas, elogios, sugestões para [email protected] ou no facebook.com/brainstorm9.
Feed: feeds.feedburner.com/braincastmp3 / Adicione no iTunes

Quer ouvir no seu smartphone via stream? Baixe o app do Soundcloud.

OUÇA TAMBÉM
COMENTE
  • Vdomiciano

    Com essa parada de óculos rift lembrou do anime Sword Art Online – tem na Netflix.

    Nele as pessoas entram num mmorpg através de um capacete de realidade virtual, num novo jogo – o mesmo do nome. O problema é que o objetivo do criador desse jogo prendeu todos os jogadores- se alguém de fora tentar tirar o capacete a pessoa morre, ou se a energia chegar a zero também morre. A unica maneira de sairem é alguém chegar na ultima dungeon do ultimo andar.

    Mesmo com clichê dos animes a abordagem é bem interessante. Como funcionaria um mundo virtual, quais impactos psicológico nessas pessoas e até mesmo fisicos da vida real – como o corpo ta reagindo e debilitando.

    Isso de um mundo virtual com um sistema desses seria possível em um futuro próximo ou ainda é só tema de ficção?

  • http://www.alexmaron.com.br Alexandre Maron

    Ilha do Governador, o Silicon Valley, do Brasil! SQN

    • jonatascd

      ainda sobre business e Ilha do Governador: lá é o único lugar onde vi um McDonalds falir.

  • Sola do Tênis

    Anão não é classe!

  • Pedro

    The Leftovers tem 10 episódios, o último sai no dia 7 de setembro. Também estou gostando muito.
    Sentindo um gostinho existencialista também, mais claro no episódio 9, com o vazio interno de sentido que os personagens sentem deixado amostra, e nossa incapacidade de entender o mundo desnudada na série… enxergo isso, mais do que religião, como o tema central, aliás a “seita” seria mais uma forma de tentar dar sentido e propósito à vida depois do caos incompreensível do “desaparecimento” (ou seja.: sentido à vida mesmo, que não faz sentido e não tem propósito com ou sem o “desaparecimento”)
    Será que estou viajando? Who cares?

    • http://www.brainstorm9.com.br/ Carlos Merigo

      É verdade, Pedro. A temporada ainda não acabou!
      Falha minha.

  • Vinicius Almeida

    Esse dado na imagem de capa tem total cara que foi vetorizado automaticamente no Illustrator :-)

  • adrianosbr

    Meus stats de GURPS: 900 horas lendo livros e escrevendo fichas de personagens, 3 horas jogando :)

    • http://www.perdidosnoplay.com.br/ Ramon_PNP

      Ah… mas ler os livros e montar as fichas já são 50% da diversão! rs!!!

      • adrianosbr

        Claro! :-D

  • http://londerson.github.io Londerson Araújo

    Excelente tópico o/

  • http://www.perdidosnoplay.com.br/ Ramon_PNP

    Eu não fazia ideia de que o Cris Dias e Alexandre Maron tinham essa ligação com o RPG ao ponto de ter um loja! rs!! Como era na Ilha eu não conheci, mas nessa época eu frequentei bastante a Gibiteria (e Bárbaras Magias – que era o nome completo da loja!)

    Realmente o conceito de evolução pessoal atrelada à realização de uma tarefa é algo que veio muito da experiência do RPG.

    Caso algum dos dois goste de podcast sobre RPG, eu faço parte de um chamado Perdidos No Play.

    Grande abraço a todos!

  • http://www.praleoupracome.com.br Bruno Escarim

    Comecei a reparar e é bem como vocês falaram mesmo. RPG está em tudo! Assustador. Até mesmo no mundo corporativo…..já até sei quem é meu Dungeon Master.

  • Darbis

    Caraca… que música FODA essa no final…

  • Encho

    Eu acho bacana como sempre “o RPG” leva esse crédito, mas essa influência toda é um mérito quase único do D&D. Foi o único que realmente rompeu as barreiras da grande mídia, e gerou revista, quadrinhos, desenho animado, filme… os outros sistemas e cenários foram no vácuo junto com o engrandecimento do hobbie, mas sempre mantiveram seu status underground.

    Mas dando uma completada no argumento do Maron e a influência do RPG (que eu dou o crédito ao D&D), o conceito de storytelling é muito usado e explorado em muitas áreas, principalmente marketing. É possível que grande parte dessa geração de empresários nerds tenham feito uso disso devido ao seu convívio com o conceito do RPG, mas é algo que já era e ainda é estudado e utilizado livre da interferência dos jogos narrativos.