Fechar [X]

Braincast 115 – Desenhos Animados: A influência na vida das crianças

Um debate de “Pica Pau” a “Peppa Pig”, de “Tom & Jerry” a “Hora de Aventura”

26
notas
0
likes
0
Tweets
0
Pin it
26
notas
0
likes
0
Tweets
0
pin it

É inevitável que quem tem filho veja sua programação de TV e entretenimento em geral mudar completamente. Crianças podem passar horas e horas em frente à televisão, se divertindo com desenhos animados. Assim aconteceu na nossa época, e se intensificou atualmente, com a grande oferta de canais e programas dedicados.

No Braincast 115, discutimos a influência dos desenhos animados nas atitudes e brincadeiras das crianças, quanto tempo é muito tempo, e como eles podem ou não contribuir para o desenvolvimento dos pequenos. Carlos Merigo, Saulo Mileti, Cris Dias, Guga Mafra e Fábio Yabu opinam sobre os desenhos que assistiram e escolhem para seus filhos hoje.

PS: Ficamos tão felizes com a volta do Saulo – o Wolverine do Braincast – que comemoramos novamente.

Faça o download ou dê o play abaixo:

> 02m25 Comentando os Comentários

> 06m32 Pauta principal
> 1h04m50 Qual é a Boa? – qualeaboadobraincast.tumblr.com

========

Workshop9

Workshop9

Há quantos anos ouvimos que “esse é o ano das mídias sociais no Brasil”? Só que a tecnologia continua avançando, as pessoas mudam junto e as marcas ficam perdidas perseguindo a próxima grande novidade.

Este workshop irá mostrar como usar redes sociais como plataforma para gerar resultados de negócio para marcas, sob uma nova lente que este mercado vive há poucos anos: as redes sociais agora são mídia de massa. Mais do que “falar com os influenciadores” vamos encarar cada pessoa como um influenciador para seu grupo de amigos, com as marcas contando as histórias certas para cada uma destas pessoas.

>> INSCREVA-SE!

========

Qual é a Boa? em vídeo!

(da semana passada)

========

Críticas, elogios, sugestões para [email protected] ou no facebook.com/brainstorm9.
Feed: feeds.feedburner.com/braincastmp3 / Adicione no iTunes

Quer ouvir no seu smartphone via stream? Baixe o app do Soundcloud.

OUÇA TAMBÉM
COMENTE
  • http://www.dilon.com.br/ Dilon Henrique

    Pepa Penis

  • Guest

    Porra Guga! Gosto tanto docê e ocê fica falando mal de HP, Senhor dos Anéis e AINDA NÃO VIU STAR WARS?
    #Francamente

  • adrianosbr

    Bem legal o tema!

    Saulo, sobre o Tom&Jerry com fundo de Chopin, notícia para você: essa é praticamente uma invenção brasileira!

    A trilha sonora original do Tom&Jerry da primeira fase (anos 40, mas sempre reprisada no Brasil) é fabulosa. Foi feita pelo Scott Bradley em brilhante estilo gershwiniano, bem distante de Chopin.

    Mas nos anos 60/70 não havia jeito dos estúdios de dublagem brasileiros manter o áudio original dos desenhos. Um deles, o Cinecastro, não teve dúvida: pegou um pedaço de trilha de um episódio específico da segunda fase do Tom&Jerry (anos 60, já dirigido pelo Chuck Jones) e usava como fundo de TODOS os desenhos que dublava. Por acaso era um trecho da “Grande valsa brilhante” de Chopin, numa das inúmeras orquestrações feitas para o balé “Les sylphides”… :)

    • Rodrigo Jácome

      Há muitos anos eu havia percebido uma trilha comum em vários desenhos dublados. E não só da Hanna-Barbera, vários desenhos usavam essa mesma trilha. Passados alguns anos eu fui descobrir que a trilha original foi copiada do clássico do Tom&Jerry no jogo de sinuca e usada como base para as dublagens: https://www.youtube.com/watch?v=DO3JvjNoJ1A

      • adrianosbr

        Esse glissando dos metais (ex: mais ou menos aos 40 segundos) é muito típico :)

  • Yallas pinheiro

    Eu tenho um filho de 13 anos e ele basicamente assiste south park,futurama,family guy,apenas um show,ugly americans,robot chicken e etc os meus amigos falam que eu sou louco de deixar ele assistir essas coisas mas eu acho que esses desenhos ajudam ele a ter cultura e entender piadas dos anos 70
    Ps:ele ouve o braincast

  • V…

    Sou a V, tenho 25 anos, trabalho como Web designer em SP. Não tenho filhos, mas venho de uma família tradicional de três irmãos com idades próximas que costumavam brincar de Cavaleiros do Zodiaco e pular no sofá cantando Manonas Assassinas a todo pulmões. Concordo com vocês com relação a distração de criancinhas, o famoso “momento de paz”, em que os pais hipnotizam seus filhos com desenhos. Acredito que muitas vezes meus pais se utilizaram deste método através de fitas da Disneys, Canal Cultura e Manchete a vontade. No entanto, na época em que saímos para jantar fora, ou mesmo quando a TV não estava disponível em um lar com apenas 1 TV para 5 pessoas e a existência de tablets e celulares, netflix era algo inimaginável. Algo nos fazia obedecer as regras e entender que mexer com os adultos no momento em que eles exigiam paz, principalmente quando chegavam mortos de cansaço do trabalho era algo extremamente perigoso. Mais comumente chamada de surra, castigo ou autoridade paternal, no meu caso, maternal, pois nossa mãe com um olhar furioso traçava nosso destino pela famosa frase; “Quando chegarmos em casa você vai apanhar ” ou “Vou contar para o seu pai”, hahahaha. Tudo isso nos mostrava os limites dentre a pirraça infantil e a hora de aceitar o “chega” dos adultos. Outro ponto importante é que na minha infância, todos brincávamos com mais frequência fora de casa, ou na casa de amigos, o que também oferecia o momento de descanso merecido aos pais. Algo que hoje em dia por conta da insegurança não sem motivo dos novos e futuros pais, faz com que as crianças se tranquem cada vez mais dentro de casa em seu contato precoce e inevitável com eletrônicos.
    Abraços a todos!

  • andre

    Ufa, pensei que mais uma vez o tema de hoje seria “Alexandre Maron vida e obra”, ou então “Alexandre Maron comenta sua vida”…

    #aliviado

  • Bárbara Morrone

    Meeeu! Como assim Guga?? Não curtir HP, até dá pra engolir (por mais que eu adore e tenha a coleção inteira dos livros e filmes), mas como vc não gosta de Toy Story? rsrrs…
    Cara eu sou extremamente viciada em desenhos da Disney, Pixar, DreamWorks… Eu gosto por dois motivos: 1- Eu sou uma eterna criança, e amo ficar viajando nas histórias; e 2- (Que é mais racional hehe) Eu gosto muito de animação 3D, e se tem uma coisa que eu idolatro nesse mundo é animação de pelos e cabelos, então sim, eu adoro o Sulley de Monstros SA, e babo na cena onde ele e o Mike são banidos, e vão parar na Groelândia, onde é cheio de neve e vento e fico vendo os pelinhos do Sulley balançando! Aquilo é demais *—*
    Depois dele, quando eu vi o poster de Valente com aqueles cabelos enormes, vermelhos e cacheados da Merida, eu fiquei enchendo o saco do meu namorado até o lançamento pq eu necessitava assistir aquilo no cine! rsrs…
    Mas, pra não dizer que só gosto de animações 3D, deixo claro que tbm amo os antigos e clássicos Rei Leão, A Bela e a Fera, Cinderela, Corcunda de Notredame, e entre outros, alguns como Totoro, InuYasha, Caverna do Dragão…
    Enfim, Guga, vc ainda tem um ponto por gostar de Irmão Urso, que eu tbm acho um desenho muito legal, com uma história e simbologia muito bonita, além da trilha sonora que tbm é muito boa.
    OBS: Fugindo rapidinho de novo para minha tara por animação 3D de pelos e etc, acho q vale contar sobre um video que vi, do diário de gravações de O Hobbit, onde mostrava toda o produção louca que é só para cuidar da animação das barbas dos personagens! Recomendo esses videos, são muito legais! Para os interessados, segue o link: http://www.youtube.com/watch?v=E8WT_5Nt5dI
    Ou acessem o canal “The Hobbit Movie”no Youtube.
    Me desculpem a falação, valeu pelo Brainscast da semana e beijos para vcs e seus respectivos filhos que te fazem ficar atualizados nos desenhos de hj em dia! ;)

    • Feco Porto

      Bárbara, assista o NerdTour Nova Zelândia, onde o próprio Guga visita a vila dos Hobbits junto como Azaghal e o Jovem Nerd

  • Luccas Oliveira

    Projeto de animação nacional bem legal que foi financiado por crowndfunding:
    https://partio.com.br/projeto/boris-na-estrada/

  • Martha

    Ai Guga, vc nao tem o direito de nao gostar do que eu gosto

    estou muito decepcionada com vc

    vou excluir vc do meu orkut

    #mimimi #faltalouçapralavar

  • Alex Amaro

    Sério, sempre achei tão natural ir assistir animações no cinema com ou sem uma criança e fiquei surpreso, nunca vi alguém que não gostou de Toy Story 3 o_O
    Mas excelente cast ;)

    • Raphael Lamour

      Vc é o cara estranho que vai sozinho no cinema ver TS3? haha!

      • Alex Amaro

        Nem percebi o Guga no cinema hahahaa

  • Raphael Lamour

    Guga – to contigo! Toy Story é o filme mais superestimado do gênero. haha! Filme mais entediante carregado de esteriótipos importados. terrível demais!

    Mas HP não pode falar mal! haha!

  • Daniel Eis

    Oi, eu me chamo Daniel sou de São Paulo tenho 28 anos e não tenho filhos!
    De forma bem realista, os desenhos atuais são extremamente pobres e refletem uma geração teletubbies com piadas sem graça e cheias de restrições.

  • Jaquix Barbosa Teixeira

    ola parabéns ao cast e ao site
    meu nome e jáquix tenho 27 anos de Manaus casado e com três filhos
    em primeiro lugar temos sim tv e já estamos juntos a 13 anos com idas e voltas mas felizes e firmes a sete anos (casado de verdade :p ) e acompanhei a mudança dos desenhos indo de space ghost ássando em superpatos ate essa família de suínos simpáticos e compartilho da opinião do Cris Dias os desenhos atuais são melhores e ate precisam pois não é fácil segurar a atenção da criançada de hoje em dia
    bom quero aproveitar e falar que faz uns 6 meses que acompanho o site e o cast e na boa depois de vc’s fico frustrado ao voltar para o nerdcast e não ver, ouvir, discussões inteligentes que enriquecem o tema
    bom a família B9 esta em primeiro no pódio deste ouvinte amazonense

  • Henrique Martins Carvalho

    Cris, já leu o livro do Affonso Solano, O Espadachim de Carvão? É bem bom, universo bem construído e tal… talvez você curta.

    E Guga, que triste você não curtir as boas animações hahaha

  • Hudson

    Concordo com a opinião sobre “Hora da Aventura”. Assisto o desenho com dois primos pequenos. Eu tenho 24 anos, meu primo mais velho tem 10 anos e o irmão dele tem 6 anos. Os dois pequenos adoram o desenho e morrem de rir dos gestos do jake.
    O desenho trabalhava em camadas, até essa ultima temporada. O autor deixava o conteudo adulto (e tem bastante) implícito, então os pequenos não faziam muita ideia das referencias e de algumas historias tristes que fazem o background do desenho. O desenho se passa em um universo apocaliptico, ja que a raça humana se disimou em uma guerra nuclear.
    Porem, na ultima temporada, o autor perdeu a noção de que o desenho dele é feito para o publico infantil. Até o momento, o Finn ja perdeu um braço, foi deixado para morrer pelo pai, teve um amigo assasinado, tentou assasinar o pai, beijou todas as princesas do reino e perdeu a virgindade com uma princesa qualquer so por vontade, tratando-a como uma qualquer depois.
    Meu primo menor ainda não entende muito o que esta acontecendo com o desenho, mas o maior está ficando sem entender porqueo o heroi dele está fazendo esse tipo de coisa. Até essa temporada, admirava a mestria do autor para fazer um conteudo para crianças que servia, ao mesmo tempo, para adultos. Agora ja não sou muito favoravel a crianças assistirem. Eu vejo os episodios antes e vou cortando as partes que acho muito pesadas para crianças ou que possa criar algum conceito errado (como comer uma menina e tratar ela como nada depois).

  • Robson M.

    Guga Mafra dizendo que Toy Story é chato… Que decepção com o Guga Mafra eu tive agora! :(

  • Flávio

    Faltou o Peixonauta!! Me identifico muito com vcs!

  • http://peloamordedeus.org.br/ Eduardo Silveira

    Muito bom o episódio. Tenho percebido o mesmo que vocês, e espero que quando chegar a hora de ter um filho, seja fácil de controlar a mídia que as crianças ficam expostas (Netflix?).

    Abraço
    EddieTheDrummer (PADD)

  • http://twitter.com/willsk89 Will

    Os desenhos – assim como tudo nessa vida – se adaptam ao tempo e refletem a sociedade em sua época.

    Hoje em dia, é comum termos desenhos com abordagens mais educativas, com exageros do politicamente correto e com ênfase em despertar nos pequenos espectadores o desejo de consumo.

    Visto que em outrora visavam apenas entreter sem muito se importar com os temas abordados, como: nazismo, racismo, uso de drogas, guerras civis, conotações sexuais, maltrato aos animais, violência gratuita etc.

    Não consigo aqui estabelecer um mérito para melhor fase, até porque vejo a influência dos desenhos animados como uma forma lúdica, que diverte e estimula a criatividade.

    Cabê a você é claro, saber o que os seus filhos assistem e dosar os excessos aos pequeninos.

    Mas a título de curiosidade, gostaria de deixar aqui um QUAL É A BOA DO OUVINTE e sugerir alguns livros que tem HAVER COM O TEMA: DESENHOS.

    Tem um livro chamado “The 50 Greatest Cartoons: As Selected by 1,000 Animation Professionals” do Jerry Beck, que foi escrito através de uma votação que reuniu 1000 profissionais da indústria da animação e que mostra os melhores curtas animados já produzidos.

    Outro do Jerry Beck é o “Looney Tunes and Merrie Melodies: A Complete Illustrated Guide to the Warner Bros Cartoons” que reuni de forma ilustrativa os melhores e os mais polêmicos desenhos dos “Looney Tunes” e “Merrie Melodies”.

    - Um grupo desses cartoons produzidos pela Warner são chamados de “Onze Censurados” que foram os desenhos retirados do ar devido ao abuso de estereótipos envolvendo a comunidade afro-americana. Vou deixar aqui, a quem possa interessar para assisti-los no youtube:

    Hittin’ the Trail for Hallelujah Land (1931)
    Sunday Go to Meetin’ Time (1936)
    Clean Pastures (1937)
    Uncle Tom’s Bungalow (1937)
    Jungle Jitters (1938)
    The Isle of Pingo Pongo (1938)
    All This and Rabbit Stew (1941)
    Coal Black and de Sebben Dwarfs (1943)
    Tin Pan Alley Cats (1943)
    Angel Puss (1944)
    Goldilocks and the Jivin’ Bears (1944)

    E aproveitando a deixa, fica aqui o último livro chamado “Forbidden Animation: Censored Cartoons and Blacklisted Animators in America” do Karl F. Cohen. Um guia com as censuras e os cortes aplicados nas animações.

  • Leandro Alves

    Frozen é um filme muito foda.
    Esse video é obrigatório. Uma análise do Pablo Vilaça da cena Let It Go:

  • Ricardo Ferreira

    Não encontrei o filme do Qual é a Boa, a respeito das pessoas que tem cordas, tipo marionete. Só encontrei uma animação que é feita realmente de marionetes, de 2004 e estrelado pela voz do James McAvoy… seria este?! Pela indicação que ele dá, dá a entender que seria um filme com atores humanos… Qual seria o nome correto do filme?

    Ps.: Este que encontrei se chama Strings… mas não entendi se era essa a pronúncia correta, ou Strinks (que também não encontrei nada)…