Fechar [X]

Google Maps ajuda indiano a reencontrar família após 25 anos de separação

História de Saroo Brierley é contada em novo filme, que mostra como o serviço pode fazer a diferença na vida das pessoas

0
notas
0
likes
0
Tweets
0
Pin it
0
notas
0
likes
0
Tweets
0
pin it

Quase que diariamente, pessoas ao redor do mundo usam o Google Maps para localizar um endereço ou para descobrir como ir de um lugar a outro – a pé, de carro ou de transporte público. E isso quebra um galhão. Agora, imagine um cara que, aos cinco anos de idade se perdeu de sua família na Índia, depois de adormecer no vagão de um trem, e acabou se mudando para a Austrália, depois de ser adotado.  Essa é a história de Saroo Brierley, que divide a busca por sua família biológica – e o encontro com eles após 25 anos – em Homeward Bound, novo filme do Google Maps.

A Índia é o sétimo maior país do mundo em extensão territorial – são 3.287.263 km² – e o segundo maior em população, com mais de 1,2 bilhão de habitantes. Estes números poderiam até ter desanimado o jovem Saroo, mas não foi o que aconteceu. A mãe adotiva foi compreensiva o bastante para apoiá-lo desde o primeiro momento, dando a ele um mapa de seu país natal, que foi devidamente pendurado no quarto do menino.

“Eu acordava todas as manhãs e via aquele mapa e, por conta disso, mantive minhas lembranças vivas.”

Saroo tinha flashes de lugares que costumava ir e dos rostos de suas famílias. Um dia, já adulto, ele percebeu que poderia usar o Google Earth para tentar encontrar a região onde morava e, combinando o Google Maps com suas lembranças, traçar o caminho que o trem fez, do lugar onde ele foi encontrado até a casa onde ele nasceu.

No ano passado, um Saroo já crescido e homem feito embarcou na viagem de sua vida, refazendo a rota traçada com o aplicativo. Encontrou sua mãe biológica – que o reconheceu e chamou o restante da família em seguida.

“Tudo que nós temos no mundo está ao toque de um botão, mas é preciso ter a vontade e a determinação para querer isso.”

Apesar de ser fangirl assumida da Apple, eu preciso admitir: ainda bem que Saroo não usou o Apple Maps. Senão, essa história poderia ter tido um final bem diferente.

google1
google2
google3

LEIA TAMBÉM
COMENTE