Animação usa balões como metáfora para relacionamentos

Delicado Floating in my Mind, de Hélène Leroux, é um filme sobre as pessoas que conhecemos e as memórias que cultivamos

0
notas
0
likes
0
Tweets
0
Pin it
0
notas
0
likes
0
Tweets
0
pin it

Se ao ler as palavras “balões” e “relacionamentos” no título acima, você já pensou em Up: Altas Aventuras, tenha um pouco de paciência. De certa maneira, o filme da Disney/Pixar é apenas uma influência na animação criada por Hélène Leroux como projeto de conclusão de curso na Gobelins School, em Paris.

Delicadíssimo, Floating in my Mind usa balões como uma metáfora para relacionamentos, cada um deles representando uma pessoa que conhecemos e preenchido pelas memórias cultivadas e compartilhadas com elas.

Com um visual minimalista, a animação acompanha o protagonista desde a sua infância até a velhice, mostrando as pessoas que passam pela sua vida e as lembranças que elas deixam – mais ainda a dificuldade de abrir mão delas.

De certa maneira, este curta serve como um apêndice do texto Você até pode ter milhares de amigos…, um material extra para a gente pensar sobre como estamos nos relacionando com as pessoas por aí. Enjoy!

mind1
mind2

 

LEIA TAMBÉM
COMENTE