1.jul.2013

Em Seoul, balões com Wi-Fi gratuito oferecem conveniência em compras pelo smartphone

Flying Store, da Emart, leva preços competitivos aos consumidores que moram longe de suas lojas

Embora os coreanos coloquem grande peso na variável “preço baixo” oferecida por supermercados como Emart, segundo estudo da Cheil Worldwide, a maioria dos consumidores acaba por simplesmente recorrer às lojas que ficam mais próximas de suas residências, por conta da acessibilidade e conveniência.

Pensando nisso, Emart – que possui como público justamente aqueles que pesquisam pelo preço mais baixo – passou a pensar em como persuadir os consumidores que moram longe de suas lojas à irem até lá para fazerem suas compras.

Como parte dessa estratégia, construíram balões controlados por controle remoto e com um roteador de Wi-Fi embutido, o Flying Store, soltos de forma inesperada por áreas centrais em Seoul, como estações de metrô, centros comerciais e áreas empresariais.

Ao verem o balão e se conectarem em seus smartphones com o Wi-Fi disponibilizado, as pessoas eram direcionadas para um aplicativo da loja, onde podiam baixar vouchers de descontos para diversos produtos e promoções.

flyingstore-4

Flying Store possibilitou à Emart introduzir uma nova variável aos seus serviços: a conveniência.

De acordo com a Cheil Worldwide, que desenvolveu a ação, as compras feitas através do site da Emart cresceram em 157% depois da ação. E ainda espera-se crescer em quase 10% as compras nas lojas físicas, devido às pessoas que baixaram vouchers de descontos pelo aplicativo.

Usando a importância da conexão e da mobilidade, a empresa conseguiu levar seus preços competitivos para aonde seus consumidores estavam. Apesar da inovação, da curiosidade e da interação que trazem balões com Wi-Fi gratuito circulando pela cidade, a conveniência traria ainda maior resultado se o consumidor atingido estivesse, de fato, procurando fazer compras, e não apenas de passagem.

 

Também no B9

Comente