Fechar [X]

A iluminação básica em um filme noir

Entenda os princípios da iluminação de três pontos e algumas das ferramentas que tornaram essa estética tão célebre

0
notas
0
likes
0
Tweets
0
Pin it
0
notas
0
likes
0
Tweets
0
pin it

Foi Nino Frank (crítico francês) que apelidou/batizou esse estilo de cinema, muito presente entre 1940 e 1959, como Film Noir. A tradução literal seria “cinema negro”. Mas, como sabemos, não é tão simples definir o que essa estética realmente engloba.

Principalmente porque os diretores (e responsáveis) por essas criações não tinham idéia de que seus trabalhos seguiam uma tendência visual naquela época. E diferente do que muitos pensam, nem sempre “noir” são filmes P&Bs. Temos clássicos coloridos, como “Um Corpo que Cai”, por exemplo (confira uma cena abaixo)

Noir

O film noir apresenta personagens desesperados num universo desapiedado. Crime, geralmente assassinato, é um elemento que permeia a maioria dos films noirs, geralmente carregados de ciúmes, corrupção e fraqueza moral. A maioria dos films noirs contém certos personagens arquétipos (femme-fatales, policiais corruptos, maridos ciumentos, corretores de seguros e bodes expiatórios), locações famosas (Los Angeles, New York e San Francisco), e temática recorrente nos roteiros (tramas de assaltos, histórias de detetives, filmes de gangsters e de julgamentos).

Normalmente são personagens vivendo uma crise, em um universo cruel. Geralmente com tons de ciúme, violência, falta de moral e corrupção.

Para explicar um pouco mais o sistema de iluminação, volume e dramaticidade que esses filmes possuem, o FilmMaker IQ produziu um vídeo falando um pouco mais sobre isso. E, embora não tenha legendas, é bem legal e fácil de entender (assista acima).

E se você se empolgar, e quiser assistir alguns desses clássicos filmes, vale a pena conferir essa lista do IMDB.

LEIA TAMBÉM
COMENTE