His shadow days are over: John Mayer

15
notas
0
likes
0
Tweets
0
Pin it
15
notas
0
likes
0
Tweets
0
pin it

Após um ano turbulento, John Mayer está de volta com seu aguardado álbum novo. Por conta de um câncer na garganta, ele teve que atrasar o lançamento de seu disco. Mas John Mayer não se deixou abater e enfrentou a situação com paciência e ânimo.

E driblou o medo da gravidade do seu problema – e o trauma da separação com Jennifer Aniston – transformando sua angústia em belas canções. O primeiro resultado dessa reflexão é Shadow Days, o primeiro single do novo álbum (que tem data de lançamento prevista para 22 de maio).

Na música nova, ele se permite a auto-análise:

I’m a good man with a good heart
Had a tough time, got a rough start
And I finally learned to let it go
Now I’m right here, and I’m right now
And I’m hoping, knowing somehow
That my shadow days are over

Esperamos que sim.
A letra pode ser sobre Jennifer Aniston, sobre sua doença, sobre qualquer outro problema que ele tenha enfrentado. O que importa é que ele sabe transformar suas experiências em boa música.

No site dele você vê o video que está abaixo e faz uma viagem de carro pelos EUA. Se todas as músicas novas forem tão bonitas quanto a capa do CD, então John terá feito um retorno triunfal.

Depois de tantos shadow days, ele merece.

LEIA TAMBÉM
COMENTE
  • Marina

    Acho que o link para o site oficial dele está errado…

    • Felipe Cotta

      Obrigado pelo toque, Marina. Já corrigi o link. Valeu!

  • http://www.johnmayerbr.com Camila

    Gosto muito quando me deparo com um post brasileiro que não afirma veemente que a letra É para a Jennifer Aniston.

    Só um detalhe: O John Mayer não teve um câncer na garganta. Ele tem um nodulo que passará por cirugia pela segunda vez. É o mesmo problema que a Adele e o Keith Urban tiveram.

    Parabéns, legal ver o John por aqui.

  • Amanda

    Demais, Felipe! Adoro John Mayer. É bom saber que the shadows days are over… Obrigada pelo post!

  • Pedro

    tentou forçar um estilão Johnny Depp, mas ficou parecido mesmo com o vocalista do Falamansa

    • http://www.jairoherrera.com.br Jairo Herrera

      HAHAHAHA
      "To deaf to hear, to blind to see. That Xote makes miracles happen!!!…"

      • Ariane

        Hahahaha boooooooa observação ;)

      • https://www.facebook.com/pauloroberto.silva.790 Paulo Roberto Silva

        ahauhahahauauhuahauhauhuhauahuahauhauhauaha Genious!

  • Juliana B

    Gente, John Mayer no Brainstorm? Que lindo!

    Também quero que seja um retorno triunfal. Realmente a arte do CD é linda, e bem diferente do que ele costuma lançar.

    Posso pedir músicas do estilo Slow Dancing in a Burning Room?

  • http://www.facebook.com/gabriel.goncalvesrego Gabriel Gonçalves Rego

    o post é excelente.. quanto ao John Mayer desta vez ele assumiu ser o filho bastardo do Stevie Ray Vaughan… mais não tira o mérito do cara a musica é sensacional.

  • http://www.jairoherrera.com.br Jairo Herrera

    Legal o post, parabéns!!
    As mina pira…

    Esse foi um post "Bolinho de chuva" ninguém espera, mas qdo aparece cai como luva. Valeu!

  • João Matos

    Felipe Cotta parabéns pelas dicas musicais, faço questão de sempre procurar saber mais sobre os artistas que você sugeri… Parabéns!

  • http://johnmayerbr.com Carol

    Maravilha esse post! valeu Cotta! :)
    Só uma correção, Granuloma não é câncer!
    E ah! um adendo: dia 14 o Itunes vai liberar stream do Born and Raised!

  • Schneider

    Pô, John Mayer! O cara mais farofinha que existe. Toca como um louco, gosta de se aparecer como virtuoso em palcos comemorativos com outros reis da guitarra, mas na hora de gravar, faz musak, coisa de elevador, chorosa, chata. Popinho. Nem o trio fake de Blues que ele montou convenceu. Pô, faça uma resenha de uma Tedeski Trucks Band, Alabama Shakes, etc. Benção, meu guri.

  • https://www.facebook.com/pauloroberto.silva.790 Paulo Roberto Silva

    Arte linda, as mina pira no John, mas tá cada vez mais coxinha.
    Eu adoro o cara, tô sentado aguardando ele empunhas as guitarras de novo, com um som mais pop como dos dois primeiros cds…