El Cuarteto de Nos: pop/rock do carajo!

10
notas
0
likes
0
Tweets
0
Pin it
10
notas
0
likes
0
Tweets
0
pin it

Está saindo do forno o mais novo álbum do Cuarteto de Nos, veterana banda uruguaia de “rap rock alternativo cômico e pop”, se é que poderia existir tal definição.

É sempre boa essa sensação de ansiedade quando uma banda que a gente gosta está prestes a lançar material novo. Eu sou fã do Cuarteto há pouco tempo (infelizmente não tive a sorte de conhece-los antes), mas eles estão na ativa desde 1980, e seu primeiro disco foi lançado em 1984. São macacos velhos e fazem um som de primeiríssima.

Começaram fazendo um tipo de música bem regional, mas seus últimos trabalhos – principalmente a partir da segunda metade dos anos 90 – mudaram totalmente de rumo, e hoje o Cuarteto é uma das bandas mais populares do Uruguai.

Agora estão lançando seu décimo-quarto álbum, Porfiado, e semana passada divulgaram o primeiro vídeo oficial em seu canal do YouTube.

Para quem conhece a banda, a música nova traz as qualidades típicas do Cuarteto: letra cantada/falada, refrão apoteótico e instrumental apurado e impecável.

Para quem não conhece a banda e que entender melhor do que se trata, é assim:

1) É pop/rock.
2) É pop/rock misturado com rap.
3) É pop/rock misturado com rap, inteligente e divertido.
4) É pop/rock misturado com rap, inteligente, divertido e quando suas músicas atingem o refrão, as melodias são simplesmente memoráveis.

Uma observação: eu não gosto de rap, mas o tipo de rap que o Cuarteto de Nos emprega em suas músicas é bacana, e não aquela coisa gangsta-com-as-mãos-cruzadas-e-cara-de-mau. Aqui a poesia é rápida e divertida, e é um recurso muito bom do qual lançam mão para contar suas longas e hilárias epopeias.

E aí, quando chega na ponte e no refrão, a verdadeira face do Cuarteto se revela em forma de grandes melodias e refrões memoráveis. E como se não bastasse, a banda de Roberto Musso e cia. tem um dom inigualável de contar histórias. Quando só o som não basta, eles complementam sua narrativa com videos muito bem feitos.

Aqui tem a música nova e algumas mais antigas, pra quem conhece relembrar e pra quem não conhece se divertir com o primeiro contato. No site oficial deles, você também pode ver divertidos videos com o work-in-progress do disco novo.

Se quiser ir atrás dos álbuns, comece por estes: El Cuarteto de Nos (2004), Raro (2006) e Bipolar (2009).

Cuando sea grande, quiero ser como vos.

LEIA TAMBÉM
COMENTE
  • http://www.facebook.com/danimochida Dani Mochida

    Me gusta mucho :-D

  • http://twitter.com/guilhermeaps @guilhermeaps

    É legal mas esse autotune na nova musica dói na alma.

    • http://twitter.com/felipecotta @felipecotta

      Hahaha, concordo, cara!! A melodia é tão boa, não precisavam ter exagerado tanto no tune.

  • https://www.facebook.com/profile.php?id=100002081357377 Ulisses Alves

    Valeu Felipe!!! Muito boa a indicação, sempre que puder manda mais coma como esta por favor.
    Abraço

  • http://twitter.com/demiangm @demiangm

    Noss.. Descobri essa banda pelo clipe de "ya no sé qué hacer conmigo", mas só gostei dos últimos cds. Veremos esse novo.

  • Sebastian

    Buena el Cuarteto!! lastima que ya no hacen mas musica como antes, ahora es solo ese pop/rock "moderno" pero bueno, jeje

  • Rodrigo Leles

    Excelente dica Felipe! Descobri a banda vendo por acaso o clipe de "Ya no sé qué hacer conmigo" e e desde então vou atrás de qualquer lançamento deles.

  • http://twitter.com/MariliaGilP @MariliaGilP

    Adorei o clipe da "Ya no sé qué hacer conmigo". Vou procurar mais coisas deles ;]
    Obrigado pela dica ;]

  • pao

    el autotune tiene una explicación. Roberto musso dijo que está hecho a propósito para dar falsedad, a una letra cruda y dura. Típico del Cuarteto llenar de contradicciones sus canciones.

  • https://www.facebook.com/paulohborges Paulo Borges

    Vocês nem falaram da melhor música/clipe: http://www.youtube.com/watch?v=xjrCZOoNpdI&fe

    : )