Fotos valem mais que 140 caracteres?

25
notas
0
likes
0
Tweets
0
Pin it
25
notas
0
likes
0
Tweets
0
pin it

Recentemente li uma matéria na The Economist sobre os idiomas que levam vantagem no Twitter. São idiomas que raramente usam os 140 caracteres para passar a mensagem. Idiomas como o chinês, precisam de apenas 28 caracteres para uma frase que em inglês usaria 78 caracteres. O japonês também teria essa “vantagem” Isso acontece, basicamente, por que os idiomas que usam mais símbolos sintetizam melhor as situações.

Corta.

Pessoas reduzem o uso do Twitter para focar mais no Instagram. Ao invés de escrever no Twitter, começam a apenas colocar fotos. Uma imagem vale mais que mil palavras é o ditado, certo? Pois é. O Instagram sacou isso, montou sua comunidade e o Facebook ficou com medo e acabou comprando o Instagram.

Seria isso realmente uma tendência? O retorno em posts com imagens nas timelines ser maior que o de textos no Facebook é um sintoma dessa tendência também?

O fato de termos celulares com uma camera com qualidade de fotos melhor que as nossas primeiras maquinas digitais também pode ser um dos fatores. As pessoas começam a compartilhar os momentos enquanto acontecem e não o vivem em sua plenitude. É mais importante o registro do que a experiência. Autógrafos são legais mas fotos com a celebridade são mais. De novo voltamos para o caso de a imagem valer mais que mil palavras.

Aí aparece o Pinterest. Quase um Delicious visual de referências.

Os aplicativos que tentam dar uma aquecida nas fotos digitais tentando dar um ar retrô com filtros e bordas (como o Instagram, Hipstamatic e outros) se tornam estética, carne de vaca e, em breve, estarão em cartaz até de padaria.

Outra coisa que reforça isso de as coisas em redes sociais serem mais visuais é a existência de serviços já querendo monetizar essa nova tendência. A principio no Instagram mas não duvido que isso aconteça em outras redes também.

E o que já acontecia antes com livros de arte só com fotos de celular, usando ou não aplicativos para corrigir cor e sempre passando pelo computador, agora começam a aparecer outras variáveis fotos tiradas e tratadas direto no celular, (assim como acontece com vídeos que podem ser editados diretos no celular também) como o trabalho do Jorge Brivilati, que fez um site focado em fotos suas tiradas e editadas no celular (que também ilustram esse post). Ou até mesmo um site como o Polanoid em que as pessoas podem expor suas fotos tiradas com a Polaroid.

Ou seja, se a limitação de 140 caracteres é “superada” em idiomas que usam basicamente pictogramas, se chegamos ao ponto de tirar foto de uma sopa de aspargos ser melhor do que simplesmente falar que ela está muito saborosa, será que essa não é a maneira moderna de fazer com a nossa linguagem seja mais baseada em imagens?

Será que o fato dos celulares estarem super potentes e capazes de fazer edições de imagens na hora não são mais um indicativo de que essa ferramenta que nos levará ao futuro em que as imagens serão a linguagem de facto?
Os boards do Pinterest, os produtos do Svpply, os FFFound(e weheartit), Piccsy são sintomas ou causas dessa tendência?

Será que quem usa o Tweegram ou procura colocar as imagens com textos podem ser chamados de resistência? Temos muitos indícios de que as imagens estão tendo um papel cada vez mais importante na maneira que nos comunicamos hoje mas e aí, qual será o próximo passo?

Se o futuro das atualizações de status nas redes sociais é das imagens, qual será o futuro da linguagem? E o da fotografia? Será que isso se expandiria para outras formas de expressão? Será que isso é algum tipo de resposta ao excesso de informação que sofremos diariamente? E mais uma parte da tal Snack Culture que a Wired relatou alguns anos atrás?

Não tenho a resposta para nenhuma dessas perguntas. Mas acredito que seja algo que devamos ficar mais atentos.

LEIA TAMBÉM
COMENTE
  • Fernando

    Está aí o Tumblr pra ajudar a comprovar isso tudo!

  • Carlos

    Acho que você se emocionou com a compra do Instagram…

  • http://twitter.com/zerrenner @zerrenner

    É triste perceber isso, mas o twitter tá indo pro ferro velho da internet, onde "vivem" o Orkut e todos aqueles sites e programas que já foram legais um dia…

    Ultimamente na minha timeline do twitter só aparecem links de fotos do Instagram, checkins do Foursquare e qualquer outra mensagem automática que venha de outro serviço… triste…

  • Olívia

    Adorei a reflexão…

  • http://www.paulocrepaldi.tumblr.com Paulo Crepaldi

    Tudo isso tem uma grande explicação: Os seres humanos pensam via IMAGENS, para então traduzir em palavras.
    Isso é cientificamente comprovado!

  • http://www.facebook.com/guilhermerera Guilherme Rera

    status escrito é o Rádio. status "fotografado" é a TV.

  • https://www.facebook.com/biagranja Bia Granja

    Fizemos um textinho falando sobre isso no youPIX. Tudo agora é visual, do meme a rede social. Estaríamos passando por um processo de 9Gagzação das redes? http://youpix.com.br/trending/como-o-meme-redefin

  • http://twitter.com/zerrenner @zerrenner

    Uma coisa é fato: o Twitter pisou na bola e demorou muito pra implementar a ferramenta de envio de imagens na plataforma original.

    Por muito tempo o Twitpic foi o "Instagram" do Twitter, mas sem charme nenhum…

    Se o Twitter tivesse feito uma ferramenta de fotos bacaninha, de repente as pessoas estariam postando mais conteúdo por lá do que apenas compartilhar conteúdo lá.

  • Victor Borba

    O que apetece os olhos, dá vontade de comer. Assim é a nossa querida publicidade que cria desejos naqueles que nem esperavam ou sequer imaginavam esse tal desejo.
    Bom… algumas pessoas ainda andam descobrindo a América por telefone. Ok, ok… retratar a evolução do homem é sempre válido.
    Voltando à querida publicidade que usa a força da imagem para vender uma ideia e está inserida na vida de todos de uma forma simbiótica, não é novidade que as pessoas tenham inclinação para se comunicar com imagens. Ao menos, não me espanta. Só faltavam mesmo as ferramentas para tal. Eis que o celular dá aquele empurrãozinho. Mas isso já aconteceu antes com o episódio da tv. As pessoas costumavam se reunir para contar histórias. Hoje, sentam ao sofá e babam ao ver as histórias prontas.
    Desde que a internet se firmou em nossas casas, as pessoas começaram a deixar de querer traduzir pensamento (imagens – como citou o colega acima) em palavras. Começou a simplificação de palavras… você em "vc"… em "c"… Mas se repararmos bem, mesmo antes da internet, a nossa querida publicidade já dava sua contribuição de certa forma.
    A pergunta que fica no ar é, se com essa tendência de sintetizar o diálogo em imagens, para onde caminha o diálogo? Para murmúrios e balbúcias? Ou nem isso? As línguas vão perder o sentido? Da idade da pedra viemos e para ela voltaremos? Que evolução, não?! Uga!

  • Julio Delbone

    Twitter é para celebridades! Meros mortais usam Facebook… Quem vai seguir um "zé ninguém"? É ae que entra o Facebook na história!!!

  • Daneil

    Acredito que as palavras ainda tenham um poder te tradução e aprendizado mais claro que a imagem, provocando a imaginação. A imagem muitas vezes é mais fixa a uma única interpretação e sua compreensão está muito ligada a memória. Então, se uma imagem vale mais que mil palavras para explicar um ponto de vista, uma palavra possui vários significados, criando a possibilidade de várias imagens existirem para representar o mesmo texto.
    Não acredito que a utilização das palavras esteja ameaçada dentro da linguagem, talvez da popular.

  • Antonio Abreu

    Na verdade a questão que não quer se calar está mais no fundo ainda:
    Aonde pretendemos chegar com tudo isto? Extirpar a comunicação escrita (verdadeira!) já vem sendo feito há alguns anos através das "linguagens" do Orkut, Twitter, etc. Agora até mesmo este embrutecimento da cultura humana está sendo considerado obsoleto (será que expor um pensamento em 140 caracteres está doendo tanto assim para esta geração?) sendo substituído, com fanfarras de todos os lados, por imagens. Atribuindo valores estratosféricos (US$ 1 bilhão) por sites que estimulam esta nova tendência, está se contribuindo para desprezar cada vez mais o pensamento escrito e elaborado, elevando ao Olimpo as imagens como forma de resumir sentimentos, sensações, opiniões, comentários, etc.
    Se assim é, estarei em breve voltando a este espaço para anunciar o lançamento do site "www.telepáticos.com" com o qual tenho certeza estarei em sintonia com os desejos e os intuitos daqueles que estão procurando pasteurizar cada vez mais a inteligência humana…

  • Juliana B

    Não acho que falar por meio de imagens é uma tendência moderna. Essa linguagem foi o uso mais primitivo do homem para comunicação e hoje continua a ser, muitas vezes, a preferência – e no meio do caminho chegou a linguagem escrita, que até chegou a ser o que havia de mais nobre em comunicação e coisa e tal.

    Acho que a velha história de que "um meio não necessariamente cancela o outro" é válida. A linguagem escrita pode ser tranformada, modernizada e até unida a outros meios , mas não acho que vai ser substituída ou virar algo ultrapassado. Uma hora aparece um outro programinha que faz uso da escrita de um jeito descolado e vira febre mundial.

  • Daneil

    Acredito que as palavras ainda tenham um poder te tradução e aprendizado mais claro que a imagem, provocando a imaginação. A imagem muitas vezes é mais fixa a uma única interpretação e sua compreensão está muito ligada a memória. Então, se uma imagem vale mais que mil palavras para explicar um ponto de vista, uma palavra possui vários significados, criando a possibilidade de várias imagens existirem para representar o mesmo texto.

  • Cristiana

    Concordo com o poder da imagem, mas não dá para esquecer que a internet é movida por palavras-chave.

  • Antonio Abreu

    Ainda na questão da aridez mental que assola a internet, vale a pena (entre as coisas boas que não têm muita divulgação) das uma olhada na palestra no TED de Sherry Turkle: Connected, but alone? Bastante atual e ligada a este assunto…

  • http://www.facebook.com/FelipeASaraiva Felipe Saraiva

    Tentem o http://www.thefancy.com/ ele só precisa ser melhor divulgado, tem tudo que o Pinterest está tentando fazer só que melhor organizado e mais bonito

    As palavras são meras imagens e símbolos pra comunicar

  • http://www.hotmastersound.com.br/ofertas-acessorios-picapes.html Durval

    Textos, imagens e videos, qualquer rede social sabe que se não dominar todas as possibilidades de comunicação vai ser abandonada. E deve ser mesmo, porque nos contentarmos com 140 caracteres se temos o mundo a nossa disposição.

  • http://www.facebook.com/mariliagilp Marilia Gil

    Acho que essa "tentência" imagética atual se deve muito mais à preguiça de escrever algo relevante do que por uma imagem valer mais do que mil palavras, afinal, hoje em dia, qq um que tenha um celular decente ou uma camera com "macro" já se vende como fotógrafo. É muito mais "interessante" ver uma foto bem batida de uma sopa de apargos do que só ler o texto nada relevenate com "a sopa estava uma delícia."

  • Carol Andrade

    achei interessante "As pessoas começam a compartilhar os momentos enquanto acontecem e não o vivem em sua plenitude. É mais importante o registro do que a experiência.", porque é exatamente o que me pergunto quando vejo blogs/vlogs/tweets sobre um jantar ou encontro com amigos, parece que as pessoas se individualizam em grupo.
    claro, que parar um momento para registrar o encontro é legal, descrever o momento em palavras traz flashes vagos na memória, a foto você consegue relembrar com detalhes, mas viver em uma fotografia não é suficiente, talvez o próximo passo seja transformar tudo em pequenos vídeos.

  • eliopublioadriano

    "Imagem é tudo, mas nem tudo o que aparece é verdadeiro, e tem outra… a primeira impressão (imagem) é a que fica!!!!

  • Poraqui

    Acho que a frase "Uma imagem vale mais que mil palavras" é só uma frase de efeito. E que pegou, claro.

    Podem existir teorias para valorizar mais a imagem mas óbvio que em muitas situações não vai substituir. As palavras explicam e definem coisas que as imagens por si só não conseguem.

    Dizer que as palavras são mais ricas que as imagens ou que dão mais margem para interpretações diferentes também não é verdade.

    São linguagens diferentes. Com características diferentes. E usos diferentes.

  • Poraqui

    O que se pode dizer por certo é que — nossa mente funciona muito mais por imagens do que por palavras. Isso é certeza.

    Todos nós sonhamos através de imagens. Não surgem palavras ou frases nos sonhos.

    Quando alguém nos pergunta sobre um fato ou um lugar ou uma pessoa e tentamos recordar, também surgem imagens.

    Talvez isso tenha a ver com nosso passado — nossos ancestrais da era das cavernas. O ser humano, antes de se comunicar adequadamente, já enxergava, claro. A visão é o sentido que sempre existiu antes mesmo de o homem criar algum tipo de linguagem.

    Portanto, isso talvez explique essa tendência natural, meio biológica, de preferirmos acessar imagens no cérebro. E não palavras.

  • http://www.sowercomunicacao.com.br Marcelo

    É uma ótima ferramenta, porém sempre que utilizada da maneira correta, tanto para os usuários quanto para publicidade.

  • henrique

    qual a graça do facebook??