Braincast 2 – Mostrando o Portfólio por aí

22
notas
0
likes
0
Tweets
0
Pin it
22
notas
0
likes
0
Tweets
0
pin it

No segundo Braincast em áudio, conversamos sobre algumas histórias, gafes e dicas sobre a peregrinação de mostrar portfólio por aí, contando com a ajuda dos nosso leitores que participaram via Facebook. Nesta edição: Carlos Merigo, Saulo Mileti, Ronaldo Tavares, Jairo Herrera e Fábio Mendonça.

[0:58:20] Comentando os anúncios da revista Veja
[1:11:24] A Borracharia do Seu Abel
[1:21:35] Esse eu indico (barbaraemanuel.com / salamagica.com / lucianocian.tk / bistromkt.com.br)
[1:27:20] Qual é a boa?

Críticas, elogios, sugestões para [email protected] ou no facebook.com/brainstorm9. Em breve teremos o feed do áudio para você assinar no iTunes, por enquanto pode usar esse, se quiser brainstorm9.com.br/braincast9/feed

Dê o play abaixo ou faça o download no nosso perfil do Soundcloud.

OUÇA TAMBÉM
COMENTE
  • http://twitter.com/leonardobussolo @leonardobussolo

    Quando vai sair a versão pro iTunes? Facilita muito ;)

    • Saulo Mileti

      Fala Leonardo!

      Estamos esperando sair o "alvará" do SoundCloud. Não deve demorar muito.
      E, assim que acontecer, colocaremos no site
      (e também avisaremos no próprio podcast),

      D'accordo? :)

  • Luiz

    Tá legal! Então eu serei um pouquinho mais didático.

    Quando eu disse que um dos integrantes se julga no direito de depreciar propagandas em revistas, quis dizer que a prepotência e o ego inflado — e aí me refiro a todos — se sobrepõem a pensar um pouco no que aconteceu para que aqueles anúncios fossem finalizados daquela forma.

    Vocês são rodados no mercado e sabem muito bem que existem diversos fatores que implicam em uma criação não ser tão perfeita como vocês sonham. Existe o cliente que se acha gênio, o dono da agência que fica flanelando a arte, o prazo curto, o atendimento que não tem colhões para aprovar uma ideia boa e aí tem que ir para o arroz com feijão… Eu também já passei por situações em que a melhor criação foi para a gaveta e a criação chinfrim foi veiculada.

    Lembro-me muito bem de uma atendimento que uma vez me disse "você sabe quanto custa a metragem do jornal para essa arte ter tanto espaço em branco?". Obviamente é de cair o cu da bunda, mas às vezes é assim que a banda toca.

    E, claro, não podemos deixar de lembrar que na bunda dos outros é mais gostoso, né? Imagina se eu pegasse todo o trabalho semanal de vocês e dissesse "nossa, mas que bosta! o que você estava pensando?". A reação imediata seria dizer "mas quem você acha que é para falar assim do meu trabalho?". Imagine um crítico de literatura que nunca leu os Lusíadas, ou um crítico de música que não sabe fazer um acorde em um violão. O que eu quis dizer é a mesma coisa.

    Espero que agora tenha sido claro.

    Um abraço.

    • http://www.brainstorm9.com.br/ Carlos Merigo

      Luiz,

      A intenção dessa parte do podcast é divertir. Uma simples brincadeira que você não precisa levar tão a sério.

      Como o Ronaldo disse no Braincast anterior, logo antes de começarmos a comentar os anúncios, ninguém aqui é menino.

      Sabemos como é o processo de criação e aprovação dentro de uma agência, e que o resultado depende das condições de temperatura e pressão em que cada peça foi criada.

      Todos aqui já viram suas melhores ideias irem pro lixo, para o pior anúncio ir pra rua. Assim é o mercado.

      Da mesma maneira, que assim é a vida quando alguém olha um anúncio na revista e não gosta, acha ruim, bobo, mal feito. O público-alvo tá cagando pro quanto o criativo sofreu para fazer aquela peça.

      A intenção não é ofender ninguém – até pq se alguém se ofender com os comentários inofensivos que fazemos, essa pessoa não está preparada para o mercado – apenas olhar de forma crítica e leve. Não sabemos como foi o dia a dia na criação e nem mesmo o briefing.

      E de verdade Luiz, eu tenho certeza que os próprios responsáveis pelos anúncios que tiramos sarro até agora não consideram esses seu melhor trabalho, e apenas atendem as demandas do cliente/agência.

      Relax, é só publicidade.

      Obrigado por ouvir o Braincast.

      • Luiz

        Eu entendi o que você disse, Carlos. Não tenho medo de estar errado no meu ponto de vista a respeito das críticas, mas eu apenas acredito que a discussão também deva ser quem é que permite que publicidade ruim saia para a rua assim a torto e a direito.

        Continuarei ouvindo vocês.

        Um abraço.

        • Saulo Mileti

          Fala Luiz!

          Somente um adendo sobre isso de "quem permite que a publicidade ruim saia para a rua"… fiz um texto em setembro do ano passado que abriu uma boa discussão sobre algo em torno disso. Dá uma olhada:
          http://www.brainstorm9.com.br/26827/opiniao/quand

          Comecei com um ponto de vista particular, e muitos comentários debateram exatamente seu ponto. Enfim, é isso.

          Valeu! Um abraço,
          Saulo.

  • Saulo Mileti

    Fala Luiz!

    Somente um adendo sobre isso de "quem permite que a publicidade ruim saia para a rua"… fiz um texto em setembro do ano passado que abriu uma boa discussão sobre algo em torno disso. Dá uma olhada:
    http://www.brainstorm9.com.br/26827/opiniao/quand

    Comecei com um ponto de vista particular, e muitos comentários debateram exatamente seu ponto. Enfim, é isso.

    Valeu! Um abraço,
    Saulo.

  • http://twitter.com/jotamarin @jotamarin

    Muito bom vocês terem ressuscitado o Braincast em aúdio!

    Mas preciso concordar com o Luiz. O podcast vai bem até essa sessão de comentar a Veja – que não diverte.

    E só pra ser um pouco mais chato, o título original do livro sueco é "Män som hatar kvinnor", ou em português, "Homens que odeiam mulheres". "The girl with the dragon tattoo" é o nome adaptado para o inglês.

    Abraços.

  • marcosravena

    Uma vez fui numa agência pra uma entrevista.

    Quando estava falando do meu TCC o cara me vira pra funcionária del e faz um sinal, tipo: anota essa ideia.

    Tipo, vamos copiar tua ideia, trouxa.

    Pensei: "Filhos da puta… Chupadores dos infernos. Vão chupar a ideia do meu grupo.

    Não é porque a ideia era do meu grupo de trabalho, mas era muito foda mesmo. Inclusive ganhamos uns daqueles certificadinhos de faculdade, que não valem nada, de melhor grupo não sei do que.

    Abraço, amigos.

    Muito bom!

  • http://naddeo.blogspot.com Alvaro

    Parabéns Merigo, Saulo, Ronaldo, Jairo e Fábio. O Braincast tá ficando muito legal. Claro, ainda dá pra melhorar, vcs tão só começando e "achando" o formato mais legal, uma editadinha poderia deixar o programa mais ágil e etc. Mas está muito bom, por favor continuem fazendo.
    Abraço!

    • Saulo Mileti

      Fala Álvaro! A idéia é fazer sem edição.
      Montamos uma espécie de estação de rádio dentro do B9: e gravamos realmente como se fosse um programa. Tudo acontecendo ao mesmo tempo!

      A idéia é, claro, sintetizar mais o tempo – mas pela prática. E também começar a transmitir (em breve) as gravações ao vivo, via não só "áudio", mas também "vídeo". :)

  • http://www.facebook.com/renatocfernandes Renato Fernandes

    Espero que a cota de cariocas seja mantida nos programas seguintes, meio foda ficar ouvindo um monte de paulista falar ao mexmo tempo sem ter ninguém sem sotaque no meio.

    Agora, as perguntas idiotas do dia:

    Mais ou menos em qual período da facul vocês começaram a rodar pasta? To indo pro 3o agora, estou estagiando, mas o pessoal meio que caga baldes quando vê que tem calouro querendo mostra portfólio.

    Outra coisa, hoje em dia ainda rola esse esquema de ter pastão mesmo?

  • http://www.facebook.com/renatocfernandes Renato Fernandes

    O lance dos comentários da Veja tá meio arrastado mesmo, principalmente pra quem não tem a revista pra acompanhar (meu caso). Acho que se vocês derem um jeito de linkarem os anúncios no post do podcast, pode ficar melhor.

  • http://www.facebook.com/fernando.damaso Fernando Dâmaso

    Grande felicidade em ver esse podcast ai no ar, espero ve-lo sendo publicado mais vezes :)

    Escutei e é de fato de grande qualidade!

    Abraços e sucesso!

  • 666

    Tava ouvindo ontem de noite antes de dormir, ouvi os 20min iniciais e pretendia escutar o resto hoje, quando voltasse do trabalho, bem que na hora do almoço sou demitido, que foda viu, agora tenho o resto do dia pra escutar aqui em casa.

  • https://www.facebook.com/raphamaestro Raphael Maestro

    Show de bola. Ouvi o último e curti bastante. kkkkk
    Parabéns.

  • http://www.barbaraemanuel.com Bárbara Emanuel

    Nossa, que delícia um elogio assim, inesperado!

    Obrigada, Saulo e pessoal do brainstorm9! :)

  • Daniel

    Muito boas as dicas, e o portfólio da Bárbara é mesmo foda. Você percebe a preocupação na diagramação, tipologia, e a composição de uma identidade para cada trabalho. Muito legal.

  • Matheus Santos
  • http://www.brainstorm9.com.br/ Carlos Merigo

    Luiz,

    A intenção dessa parte do podcast é divertir. Uma simples brincadeira que você não precisa levar tão a sério.

    Como o Ronaldo disse no Braincast anterior, logo antes de começarmos a comentar os anúncios, ninguém aqui é menino.

    Sabemos como é o processo de criação e aprovação dentro de uma agência, e que o resultado depende das condições de temperatura e pressão em que cada peça foi criada.

    Todos aqui já viram suas melhores ideias irem pro lixo, para o pior anúncio ir pra rua. Assim é o mercado.

    Da mesma maneira, que assim é a vida quando alguém olha um anúncio na revista e não gosta, acha ruim, bobo, mal feito. O público-alvo tá cagando pro quanto o criativo sofreu para fazer aquela peça.

    A intenção não é ofender ninguém – até pq se alguém se ofender com os comentários inofensivos que fazemos, essa pessoa não está preparada para o mercado – apenas olhar de forma crítica e leve. Não sabemos como foi o dia a dia na criação e nem mesmo o briefing.

    E de verdade Luiz, eu tenho certeza que os próprios responsáveis pelos anúncios que tiramos sarro até agora não consideram esses seu melhor trabalho, e apenas atendem as demandas do cliente/agência.

    Relax, é só publicidade.

    Obrigado por ouvir o Braincast.

  • Saulo Mileti

    Fala Luiz!

    Somente um adendo sobre isso de "quem permite que a publicidade ruim saia para a rua"… fiz um texto em setembro do ano passado que abriu uma boa discussão sobre algo em torno disso. Dá uma olhada:
    http://www.brainstorm9.com.br/26827/opiniao/quand

    Comecei com um ponto de vista particular, e muitos comentários debateram exatamente seu ponto. Enfim, é isso.

    Valeu! Um abraço,
    Saulo.

  • Saulo Mileti

    Fala Álvaro! A idéia é fazer sem edição.
    Montamos uma espécie de estação de rádio dentro do B9: e gravamos realmente como se fosse um programa. Tudo acontecendo ao mesmo tempo!

    A idéia é, claro, sintetizar mais o tempo – mas pela prática. E também começar a transmitir (em breve) as gravações ao vivo, via não só "áudio", mas também "vídeo". :)