“Charlie Bit My Finger” nas versões terror, musical e humor negro

3
notas
0
likes
0
Tweets
0
Pin it
3
notas
0
likes
0
Tweets
0
pin it

Qualquer um pode fazer upload de um vídeo. E se for algo com potencial – engraçado e/ou bizarro e/ou curioso, e claro, gatos – rapidamente pode ganhar milhões de views e se tornar um viral.

Eu acho que uma coisa não tem a ver com a outra, mas o festival canadense Worldwide Short Film quer mostrar como um bom diretor faz toda a diferença, e que um curta pode ser muito mais do que um vídeo de YouTube.

Para tanto, eles pegaram o famoso “Charlie Bit My Finger” – que acumula mais de 319 milhões de views – e pediram para três diretores interpretarem o viral de uma forma cinematográfica. Tem “Charlie Bit My Finger” na versão musical, comédia e humor negro.

LEIA TAMBÉM
COMENTE
  • Tiago

    A ideia é mostrar que Qualquer um pode enviar vídeos, mas poucos podem dirigí-los, porém depois de ver as três versões eu achei que o original que foi enviado para o Youtube é bem melhor, hehehe!
    Nesse caso a verdade é que qualquer um pode dirigir, mas poucos tem a sorte de capturar um momento único e dividir com as pessoas de forma a alcançar milhões de visualizações.

  • Marcelo B. Conter

    Concordo Tiago. O post do Brainstorm9 me fez pensar e acabei escrevendo um pro meu blog também: http://bit.ly/jZyzTF

  • Enzo

    Lembra Parallel Lines da Philips. Só que PL tem a vantagem de ter começado com apenas o diálogo pré-definido, enquanto esses novos filmes têm de competir com um sucesso viral. E perdem feio.